ESCOLHA

traduzido por Itkila Pereira

Queridos buscadores, queridos irmãos e irmãs, queridos aspirantes à Meta última mais elevada, quero dar uma palestra sobre o assunto da escolha. Quem fez a primeira escolha: Deus ou eu? Minha mente pensa que fui eu quem escolhi Deus. Meu coração sente que Deus e eu nos escolhemos simultaneamente. Minha alma sabe quem foi Deus quem me escolheu primeiro, bem antes de eu ter até mesmo sonhado em escolhê-Lo.

Cada ser humano é um escolhedor. Ele escolhe a humanidade para obedecer suas ordens expressas. Ele escolhe Deus para escutar as orações de sua alma. O animal no homem escolhe a destruição da vida. O humano no homem escolhe a admiração do mundo. O divino no homem escolhe a realização em Deus. O Supremo no homem escolhe a perfeita Perfeição.

Nós escolhemos Deus quando percebemos que o mundo não precisa de nós, que o mundo não liga para nossa luz sabedoria. Somente quando o mundo exterior nos desiludiu e nosso mundo imediato nos abandonou é que pensamos em escolher Deus. Deus nos escolhe porque Ele não quer beber o néctar da Imortalidade sozinho. Deus nos escolhe porque ele não quer revelar Sua Realidade transcendental sozinho. Deus nos escolhe porque Ele não quer manifestar Sua Unicidade universal sozinho.

Nosso corpo escolhe descanso, o descanso agradável e prazeroso. Nosso vital escolhe agressão, agressão titânica. Nossa mente escolhe informação, informação enciclopédica. Nosso coração escolhe amor, amor todo preenchedor. E Deus escolhe perfeição por dentro e perfeição por fora em nossa vida interior de realização e perfeição em nossa vida exterior de manifestação.

Antes de entrarmos na vida espiritual nós escolhemos o poder do mundo exterior. Mas uma vez que entramos na vida espiritual nós escolhemos apenas a luz do mundo interior. Antes de entrarmos na vida espiritual nós escolhemos nome e fama do mundo exterior. Mas uma vez que entramos na vida espiritual nós escolhemos participar o mais devotadamente e de toda alma no Jogo cósmico de Deus para agradá-Lo e preenchê-Lo à maneira Dele.

Agora, o que é a vida espiritual? A vida espiritual é a vida de nosso despertar consciente de Deus. O que mais é a vida espiritual? A vida espiritual é a vida de nosso amar constantemente a Deus e de nosso derradeiro tornar-se Deus. Eu escolho Deus, não porque Ele é todo Poder, não porque Ele é todo sabedoria, não porque Ele é todo Luz e todo Paz, nem mesmo porque Ele é todo Amor, mas porque Ele e Eu somos um. Deus e Eu somos eternamente um. Você e Deus são eternamente um. Nós somos todos eternamente e inseparavelmente um com Deus.

Eu sou o Barco Sonho do Coração de Deus e Deus é a Margem Realidade de minha vida. Esta é a realização que cada buscador individual aqui e em todos os lugares estão destinados a atingir mais cedo ou mais tarde. Somos todos inseparavelmente um com Deus. É por esta razão e nenhuma outra que nós escolhemos Deus. Enquanto estivermos inconscientes do fato de que somos um com Deus, nos entregamos com contentamento nos prazeres da ignorância. Mas uma vez que nosso ser interior está desperto, nossa alma vem à tona e convence nossa mente física exterior do fato de que somos não somente instrumentos escolhidos de Deus, mas também companheiros eternos de Deus. Ele precisa de nós, assim como precisamos Dele. Ele é a Árvore e nós somos os galhos e folhas. O tronco da Árvore e os galhos e folhas precisam um do outro. Nós escolhemos Ele para nossa realização, assim como Ele nos escolhe para Sua manifestação. Sem Ele não podemos realizar nossa Altura absoluta mais elevada. Ao mesmo tempo, sem nós Ele não pode manifestar Sua Visão na Realidade, Sua Realidade em Visão.

Cada ser humano na terra representa Deus de acordo com sua própria capacidade e receptividade. Em e através de cada ser humano Deus manifesta a Si mesmo de uma forma específica. Cada indivíduo é de importância suprema para Ele, pois Ele mesmo escolheu cada indivíduo para exercer um papel significativo em seu Drama cósmico. Mas temos que saber que é Deus quem nos escolhe primeiro, e não nós quem escolhemos Deus. O Criador cria a criação, e então a criação admira o Criador. A criação é a escolha do criador e admiração é a escolha da criação. É através da admiração e adoração de nosso coração que nos tornamos conscientemente um com o Piloto Supremo, e é através da escolha consciente de compaixão Dele que Ele estabeleceu Sua unicidade inseparável com cada ser humano, cada criança Sua na Terra.

Dever é a escolha suprema de Deus. Ele sente que não pode haver nada mais importante que dever. Ele exerce Seu Dever a cada momento, pois sente que exercendo Seu Dever Ele está não só despertando a consciência da terra, mas também trazendo o Deleite do Paraíso para o próprio coração da Terra.

Somos ao mesmo tempo os representantes da Mãe Terra e do Pai Paraíso. Como representantes do Pai Paraíso, nossa primeira e mais importante escolha deveria ser a auto-doação ao Amado Supremo. É em nossa auto-doação que podemos manifestar a Realidade Transcendental na Terra. Como representantes da Mãe Terra, sentimos que é nosso dever inerente espalhar nossas asas como um pássaro – não para cobrir toda a extensão do mundo, mas para expandir nossa consciência terrena, para transcender os limites de nossa existência terrena. Aqui na Terra temos que mergulhar fundo para dentro e tentar espalhar nossas asas de Luz e Deleite, para que possamos crescer conscientemente na Consciência Universal sempre transcendente e expansiva.

Deus fez Sua escolha nos escolhendo; agora podemos fazer nossa escolha O escolhendo. A escolha Dele é a canção da manifestação. Nossa escolha é a canção da realização. E a realização de hoje é a manifestação de amanhã. Ao mesmo tempo, a manifestação de amanhã é apenas o começo de uma jornada para frente, para cima e para dentro. Hoje, na força de nossa escolha interior, nós vamos para frente para cima e para dentro e alcançamos nosso destino escolhido. Mas o destino de hoje será apenas o ponto de partida para nosso objetivo mais longe, mais alto e mais preenchedor de amanhã. Não há Objetivo fixo, pois estamos evoluindo. No processo de evolução, estamos correndo, voando e mergulhando em direção a um Objetivo sempre transcendente, mais profundo e mais amplo. Correr mais longe, voar mais alto e mergulhar mais profundo é a única escolha que cada buscador individual na Terra deveria conscientemente, devotadamente, sem erros e incondicionalmente fazer.

.

– Sri Chinmoy

.

tradução
http://www.srichinmoylibrary.com/poetry/

The URI to TrackBack this entry is: https://poesiadivina.wordpress.com/2012/11/04/escolha/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: