Poema do Livro “Minha Flauta, O Jardim de Amor-Luz, A sempre Nova visão e a Sempre Ancestral Realidade- Sri Chinmoy

Uma vez mais, apareça Diante de mim.
Ao meu redor tudo é escuridão e o rio de lágrimas.
Uma vez mais, apareça diante de mim.
Este meu coração é agora o buquê de entrega.
Uma vez mais, apareça diante de mim.
Esta vida inquieta, selvagem, inconquistável, negra e vital
ficará em silêncio.
Uma vez mais apareça diante de mim.
Conceda-me o direito de adora Você,
Você somente.

Published in: on 30/11/2016 at 14:33  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://poesiadivina.wordpress.com/2016/11/30/poema-do-livro-minha-flauta-o-jardim-de-amor-luz-a-sempre-nova-visao-e-a-sempre-ancestral-realidade-sri-chinmoy/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: